início do conteúdo

Mesa-redonda com representantes do IFMT e USP discute divulgação científica

Publicado em: Campus Pontes e Lacerda / 28 de Novembro de 2018 às 19:26

“Divulgação científica: o elo entre ciência e sociedade “ foi tema de mesa-redonda, na tarde desta terça-feira (28), no5º Workshop de Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação (Workif), maior evento científico do Instituto Federal de Mato Grosso, que acontece no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá. Mediada pelo professor doutor do Campus do IFMT Pontes e Lacerda-Fronteira Oeste, Adriel Martins Lima, a discussão também teve participação do professor doutor Luiz Antônio de Oliveira Nunes (USP), e os professores do Campus Lacerda, mestre Leomir Batista Neres e especialista Ricardo Vanjura.

Luiz Antônio destacou que uma das formas de divulgar material científico e também atrair o interesse de estudantes para a área, está justamente nas feiras de ciências. “Para um aluno de Ensino Médio, um evento como esse é sensacional. Se tem visto bons resultados, o estudante corre atrás, aprende mais. Mas algo que tem que repensar é prestigiar mais as pessoas que estão participando dessas ações”.

O professor da USP ainda citou outro exemplo aplicado. “Outra coisa que também fizemos em São Carlos (interior de São Paulo), foi ideia de outro professor e envolveu 50 grupos, 300 pessoas apresentando, mas poderia ser mais. Foi sugerido que os melhores fossem às outras escolas, para apresentarem os trabalhos deles. A visão que o aluno tem, de um professor ir mostrar o experimento, é diferente de outro aluno expor. Ele, estudante que assiste, passa ver que desempenhar tal projeto premiado, não é algo inatingível. Isso motiva”.Ainda na discussão, o professor Leomir tratou da influência da ciência na tecnologia, passando pelo surgimento de métodos científicos, soluções industriais, comunicação moderna. “Houve a popularização da divulgação científica, vemos isso nos veículos de comunicação. Existe esse alcance de informação. Vemos notícias nas tvs, sites”. Já o professor Ricardo abordou a transmissão de conhecimento, desde a antiguidade.

 Na programação desta terça-feira, ainda houve outras 3 mesas redondas. A primeira delas, “Como desenvolver o ensino, a pesquisa e a extensão utilizando animais de forma ética?”, com professor mestre Leandro Mirada (IFMT- Barra do Garças), doutor Luciano Cabral (UFMT), doutora Naini Gasparetto (UFMT) e Thiago Soares (IFMT Juína); a segunda foi “O lugar das humanas no Ensino Técnico Integrado”, com o professor doutor Júlio Santos (IFMT Alta Floresta) e Fernanda Silva (IFMT Alta Floresta). A última foi com o tema “Biossensores: tecnologia do futuro”, com o professor doutor Deiver Teixeira (IFMT Bela Vista), professora doutora Maria Sotomayor (Unesp-Araraquara), professor doutor Jorge Luz (UFMT) e professor doutor Josias Coringa (IFMT Bela Vista).

início do rodapé

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso

Avenida Sen. Filinto Müller, 953 - Bairro: Duque de Caxias - CEP: 78043-400

Telefone: (65) 3616-4100

Cuiabá/MT