início do conteúdo

Reitor do IFMT faz retrospectiva das principais ações de 2017

Publicado em: Reitoria / 28 de Dezembro de 2017 às 07:30

Finalizando o ano à frente do Instituto Federal de Mato Grosso, o reitor Willian Silva de Paula fez um balanço das principais ações desenvolvidas e comemorou os resultados alcançados, mesmo em um cenário nacional difícil. Ele se reuniu, na tarde do dia 20, no auditório da Reitoria, com a equipe de pró-reitores, diretores sistêmicos e representantes de setores.

“Fizemos uma reflexão sobre o que vivenciamos nesses primeiros meses de gestão, num ano em que a educação pública foi posta à prova e tivemos oportunidade de alinhar ações para 2018, com vistas a manter uma postura positiva, fortalecer o diálogo e os trabalhos em equipe. Queremos que todas as pró-reitorias e diretorias estejam sintonizadas, primando pelo compromisso de atuar em rede nos próximos anos e proporcionando uma educação profissional e tecnológica de excelência,” observou o reitor.

O reitor comemorou o fato de todos os campi terem “conseguido fechar com êxito suas ações do ano civil”, ressaltando o empenho dos diretores de campi, pró-reitores e diretores sistêmicos, técnicos administrativos, além do envolvimento dos alunos em todas as ações de ensino pesquisa e extensão realizadas pela instituição ao longo deste ano.

Entre os destaques o reitor citou a Missão técnica à China, realizada em setembro, que contribuiu para consolidar a política de internacionalização da Instituição, por meio de parcerias, como a firmada com o país asiático e que possibilitou a realização do seminário Jovens Empreendedores.

“Dessa ida à China pudemos fortalecer nossa Diretoria de Relações Internacionais, estreitando laços com países com os quais ainda não tínhamos estabelecido um diálogo. No próximo ano queremos o fortalecimento da língua estrangeira em nossa instituição”, defendeu Willian de Paula.

Na área de extensão, um dos destaques é o Programa Teresa de Benguela, projeto que traz para a instituição mulheres em situação de vulnerabilidade social. Neste ano, mais de 200 participantes dos 12 projetos do primeiro ciclo foram beneficiadas. O reitor citou ainda o Circuito de Arte e Cultura e as jornadas promovidas em cada um dos campi, voltadas para trabalhar o ensino, a pesquisa e a extensão.

“Para 2018 a expectativa é ampliar o alcance dos projetos em andamento, desenvolver outros, fortalecer o Workshop de Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação do IFMT (Workif), além de intensificar as ações artísticas, culturais, esportivas e de lazer.

Notícia atualizada no dia 29/12/2017 - 09h11

início do rodapé

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso

Avenida Sen. Filinto Müller, 953 - Bairro: Duque de Caxias - CEP: 78043-400

Telefone: (65) 3616-4100

Cuiabá/MT