início do conteúdo

Fórum da PROEN inicia com discussão sobre o papel do ensino médio integrado

Publicado em: Reitoria / 12 de Abril de 2018 às 14:02

Na noite de abertura do II Fórum de Ensino, no auditório da Reitoria, em Cuiabá, na quarta-feira 11, a pauta principal foi o papel do ensino médio integrado e a identidade dos Institutos Federais. O evento é promovido pela Pró-reitoria de Ensino, no período de 11 a 13 de abril, e contou com a presença da reitora substituta, Gláucia Mara de Barros, dos pró-reitores de Ensino, Carlos Câmara, de Extensão, Marcus Taques e do diretor de pós-graduação da pró-reitoria de Pesquisa, Rafael Lira, além do ex-reitor do IFMT, José Bispo Barbosa e do diretor do campus Cuiabá Octayde Jorge da Silva, Cristóvão Albano.

“Diante das novas metas e desafios a serem cumpridos temos a chance de, cada vez mais, fortalecer o trabalho em rede. É isso que une os institutos federais. E somos cobrados porque produzimos exemplos. Que estejamos sempre preparados para dar o exemplo, para continuar a fazer a diferença para a educação pública no estado e no país”, afirmou a reitora substituta.

Para o pró-reitor de Ensino, Carlos Câmara, este é um momento crucial em que se busca a afirmação da identidade dos IFs. “Buscamos o pertencimento como elemento para desenvolver a educação profissional em um momento em que a política e a economia influenciam tanto no efetivo papel e na diferença que os institutos federais fazem pela qualidade da educação no país. O IFMT, hoje, é o detentor, dentro de uma estrutura maior, de educação profissional e tecnológica, de um papel fundamental na educação do estado de Mato Grosso”, destacou Câmara.

Ele explicou que o objetivo do fórum é trazer a discussão algumas temáticas e questionamentos cotidianos relacionados ao ensino profissional e tecnológico que incidem diretamente no fazer do IFMT. “A partir dessas discussões poderemos deliberar ações que culminarão, por exemplo, na reformulação de normativas”.

Ministrada pela professora do IFRS, drª Cláudia Schiedeck Soares de Souza, a palestra de abertura, “Ensino Médio Integrado e a Identidade dos Ifs” trouxe reflexões e questionamentos a respeito da qualidade, da verticalização e da valorização do ensino médio em um cenário complexo que exigirá ‘compromisso, dedicação e criatividade’ para criar maneiras de resolver e superar esses desafios.

“Na conjuntura em que vivemos hoje no país, é importante discutir a relação do ensino médio e integração de conteúdos e a importância disso para os iFs. O ensino médio integrado está na nossa gênese e tem papel importante para garantir a visibilidade dos IFs”, destacou a professora Cláudia.

Trazendo um pouco da vivência no Rio Grande do Sul, a docente constata problemas semelhantes vividos nos institutos federais do país. “Percebo que enfrentamos lá os mesmos problemas que o IFMT enfrenta. O Ensino Médio não é valorizado como deveria. Precisamos garantir a verticalização do ensino nas nossas instituições pois é ela que garante o vínculo, inclusive afetivo, dos nossos alunos oriundos do Ensino Médio para a graduação e cursos de mestrado. Quem passou pelo Ensino Médio de uma instituição pública como os IFs carrega um vínculo para o resto da vida. As pessoas se espelham nos IFs e nosso ensino é uma garantia de qualidade de educação pública, federal e gratuita”, compara.

Para além das questões legais a serem resolvidas ela considera que o caminho não é importar modelos e soluções prontas de internacionalização de currículos e materiais didáticos distantes das realidades e particularidades locais. “É preciso deflagrar o processo, discutir como promovemos o Ensino Integrado, de que forma isso se consolida. Não existem fórmulas prontas. Mais importante do que ter modelos prontos é trabalhar no processo”.

A presença da comunidade por meio da participação e envolvimento dos pais de alunos na vida acadêmica é defendida pela professora para que a sociedade conheça o trabalho dos institutos federais.

“Ainda somos muito invisíveis aos olhos da população. As pessoas falam em escolas técnicas mas ainda não tem a dimensão do que é um instituto federal. Romperemos esse desconhecimento fazendo com que a comunidade se aproprie de tudo o que oferecemos. E para isso, o ensino médio integrado cumpre uma função primordial. Quando conseguimos trazer os pais para dentro dos campi, garantimos que eles conheçam o processo, possam extrapolar os muros escolares e levar à comunidade a relevância do trabalho desenvolvido em cada campus”, finalizou.

A programação do II Fórum de Ensino segue até o dia 13, no auditório da Reitoria.

Marcadores: ifmt_1 proen_1

início do rodapé

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso

Avenida Sen. Filinto Müller, 953 - Bairro: Duque de Caxias - CEP: 78043-400

Telefone: (65) 3616-4100

Cuiabá/MT